Comi a namorada gostosa do meu amigo

Meu amigão namora uma delicia a mais gostosa, chamada Elayne. Elayne, tem 24 anos, e é uma delícia de mulher... Possui 1,67m, e um corpo de dar água na boca, a começar pelos seus seios generosos, daqueles que desafiam a gravidade, de tão duros, e que são de tamanho um pouco maior que médios, daquele tipo que você tenta com muita vontade colocar todo na boca, mas ainda assim sobra um pedacinho para fora... imaginem uma mamada seguida de uma espanhola naqueles monumentos!!

Mas seu corpo é ainda mais delicioso... Suas coxas são deliciosamente torneadas, grossas e malhadinhas, bem lisinhas, daquelas que dá vontade de apertar e lamber. A sua bunda... Ah a sua bunda!!!!! É a parte mais monumental de seu corpo... É um bundão, bem redondinho... Perfeito, empinado... Uma obra prima, que para o transito das ruas de Vitoria quando ela vai à praia.

Quando rolava uma praia, eu e meus amigos, fazíamos questão de convidar este casal de amigos para ir à praia, para admirarmos aquele corpo de fio dental, em especial quando ela deitava de bruços e nos presenteava com aquela visão maravilhosa de sua bunda deliciosa pedindo por uma mordidinha!

Ficava admirando aquela bunda e sonhando um dia em roçar nela, em comer aquela gostosa toda... E ela bem que sabia que eu era tarado pela sua bunda, pois de vez em quando me provocava com algumas brincadeiras que, ou levavam nós a falar do corpo feminino, com ela se queixando de um pouquinho de estria na lateral da coxa chegando a bunda, que fazia questão de me mostrar, ou perguntava na praia se eu achava seu bikini meio indecente e tal... Eu é claro me perguntava o que poderia estar passando na cabeça da tesuda quando ela me fazia essas perguntas... Num desses dias de sol, chamei a todos a ir à praia, e nenhum queria ou estava a fim de ir, a não ser Elayne que havia dormido na casa do meu amigo. Este não quis ir, mas falou para Elayne que se ela quisesse me acompanhar não haveria problema.

Comecei a fantasiar... Fomos então eu e Elayne à praia. Ao passar de carro para buscá-la a primeira grata surpresa: ela trajava aquele bikini preto que era para mim o mais delicioso, cuja tanguinha era minúscula, deixando seu rabo ainda mais apetitoso, e a parte de cima era extremamente generosa, sendo menor que o que seria habitual para seus seios maravilhosos... Enfim, ela estava um tesão de mulher. No caminho fomos papeando e eu, disse “nossa, passei pela praia e está meio vazia, acho que o pessoal aqui de Vitoria viajou” e ela completou “seria muito legal ir numa praia mais movimentada, mas já que não tem jeito...”. Aproveitei a deixa e a convidei para irmos a Guarapari, cidade lotada no verão, e onde tenho um apartamento!!! Ela aceitou com a condição que não falaríamos dessa viagenzinha (são menos de 50 Km) para seu namorado. Na estrada eu não sabia se olhava para frente ou se para o lado... e se para o lado fosse a opção, não sabia se olhava para as coxas parcialmente cobertas por um shortinho minúsculo, ou para aqueles seios maravilhosos que queriam se libertar daquele minúsculo sutiã... Não aguentei e puxei papos picantes, e ela embarcou dizendo entre outras coisas que não gostava de seus seios, que seriam um pouco maiores do que o que o ideal.

Respondi: Olha, com todo o respeito, mas você tem um corpo perfeito e seus seios são muito bonitos e chamam a atenção de qualquer homem. Ela sorriu e bem maliciosamente disse: Mas acho que não é isso que você mais repara em mim. Eu já embalado com o papo disse: É que você é extremamente atraente e há muitos pontos de perfeição em seu corpo, e com certeza, o seu bumbum é muito gostoso... Pronto, estava lançada a sorte... Após falar aquilo, por frações de segundos me arrependi, mas este arrependimento logo passou quando ela disse: ‘Você nunca botou a mão para saber!!’ e riu, dizendo que talvez eu pudesse me decepcionar se um dia lhe apertasse a bunda arrebitada. A esta altura eu estava pouco me fudendo para a estrada... Queria parar o carro e comer aquela tesuda de todas as maneiras! Chegando a Guarapari fui direto ao meu apartamento, com alguns pretextos. Lá no oitavo andar, fechei a porta e lhe perguntei se estava de pé o que ela havia "proposto"... Ela falou que sim, e que eu poderia aproveitar para passar um cremezinho nela. Eu apalpava aquela gostosa toda! Coxas deliciosas, bunda perfeita e durinha.

Tudo antes de começar a passar o tal creme, até que não resisti, e dei um beijo e uma mordiscada em sua bunda! Ela deu um gritinho e perguntou "era desse gosto que você imaginava?" e me puxou para cima dela, metendo a língua em minha boca. Despi-a pouco a pouco, aproveitando cada centímetro daquele corpo tesudo, tirei o sutiã do bikini e mamei gostoso naqueles peitões rijos, que apontavam para o céu.

Ela ficou maluca, me gritava que eu era louco, que era tarado, mas que não parasse, pois nada a deixava mais louca que uma mamada gostosa... Meu amigo, sem sacanagem, mamei uns 15 minutos nela, e neste tempo ela gozou duas vezes, e eu me segurando para não gozar que nem um doido, pois queria aproveitar muito... Ate que fui descendo minha boca pela sua barriguinha e tirei a sua tanga com os dentes, caindo de boca na xoxotinha mais gostosa do mundo!! A xoxotinha dela estava pulsando, pedindo meu pau, e ela numa manobra ágil, virou seu corpo e aí começou um incrível 69, com ela tendo enorme maestria para sugar meu pau... Com saudades de sua bunda, a virei, e fiquei beijando e mordiscando sua bunda enorme e deliciosa. Por horas parava e ficava olhando, admirando aquela bunda redonda e durinha, quando dava por mim estava babando... e ela ali, de bruços me deixando babar aquela obra prima por que tanto desejei. Não aguentando mais, disse a ela que queria comer sua xoxotinha com ela de quatro. Amigo, você não pode imaginar que tesão é aquela gostosa de quatro... Meti direto o pau em sua xoxotinha quente que pedia mais. A safada gemia que estava gostoso, que não era para parar e etc., e em determinados momentos ela parava o movimento de vai-e-vem com minha vara enterrada e começava a rebolar no meu pau. Eu não aguentei mais, gozei como um louco, em meio a tapinhas naquela bunda maravilhosa, e não quis nem saber, continuei, ainda sem estar saciado... Agora metia com menos força, e olhava o seu cuzinho... Como um preparativo antes de pedi-lo, fiz uma festa com os dedos em seu clitóris, enquanto lhe comia ainda de quatro.

Ela ficou maluca, e rebolava a todo instante me levando as nuvens, mas tinha que me segurar desta vez... Enquanto ela estava louca, meti o dedo da outra mão no seu cuzinho que não ofereceu resistência. Ela parou o movimento de vai e vem e olhou para trás, com uma cara de putinha que nunca vou esquecer "você me come de quatro e agora quer meu rabinho, é?" Respondi que sim, e ela começou a rebolar mais ainda e disse que não ia me dar, pois ali só tinha tentado uma vez e não gostou e tal... Não liguei para as palavras, continuei no seu clitóris, agora cada vez mais rápido, enquanto meu dedo se aprofundava no seu rabinho... Ela parecia gostar com o tempo e então me disse "nossa, o que você está fazendo? Vou te pedir para botar a cabecinha no meu rabinho, mas devagar"... era o sinal verde!!! Fui metendo naquele rabo apertado e quente, enquanto detonava o dedo no seu clitóris, com o tempo ela começou a jogar o bundão para trás de encontro ao meu pau, e dizendo que estava muito bom, e que eu podia comer o cuzinho dela sempre que quisesse. Comi o cuzinho dela ate gozar nele, e caímos na cama como que namorando aos beijos ardentes... Eu estava morto, mas feliz, ela ainda parecia querer mais, e deitou-se de lado para mim, com aquela bunda em minha cara. Meu pau voltou à ativa e então a agarrei por trás, mas lhe disse, agora quero você cavalgando em mim, para poder admirar estes peitos deliciosos que você tem... E assim foi, ela pulava em mim, me deixando doido... Olhava seus seios grandes pulando, e pouco se mexendo, por serem extremamente firmes... Enfim, era um tesão. Na terceira foi muito demorada, não gozei tão cedo, e ela já estava cansada e me disse: "Queria uma saideira, de novo no rabinho, mas só se você fizer toda aquela loucura com o dedo na minha xoxotinha" meu amigo, só dela falar isso eu quase gozei... e ela veio por cima de mim, deitada sobre mim de costas e encachamos na melhor maneira e começamos a fuder gostoso. Como era ela que comandava nesta posição, em determinados momentos ela parava só pra rebolar em meu pau, dizendo mil putarias para mim, pedindo para gozar muito no seu rabinho, e que ia repetir muitas vezes essa foda as escondidas, e tal...

Este foi a melhor foda de minha vida!!! Voltamos voando com o carro para Vitoria, sem nem sequer vermos a areia da praia, e pelo menos uma vez por mês (em geral duas) nos encontramos as escondidas para fodas incríveis!!

Requisitos para envio do seu conto erótico:

- O conto não poderá estar por completo em letras maiúsculas.
- Seu conto deverá ter no mínimo 15 linhas.
- Não serão aceitos contos com menores de idade ou que façam citações aos menores, esse site é CONTRA a pedofilia.
- Contos duplicados, copiados de outros sites, nao serão aceitos, os contos deverão ser únicos.
- Os contos deverão ser legíveis e com Português de fácil entendimento, sem erros de Gramática e Ortografia.

Os contos que não apresentarem esses requisitos acima serão ignorados/apagado

Envie seu conto erótico para fale@lindasegostosas.com.

Deixe seu comentário 
compartilhar redes sociais
 
  • top 5